Saiba mais sobre o Sistema de Injeção Eletrônica e Conheça os Módulos de Controle de Injeção

Como funciona o sistema de injeção eletrônica?

O sistema de injeção eletrônica foi criado para substituir o uso do carburador com o intuito de diminuir a emissão de gases poluentes e proporcionar maior potência, economia de combustível e respostas mais rápidas do motor. Esse sistema alimenta e gerencia eletronicamente o motor à combustão, permitindo que ele receba a quantidade necessária de combustível, proporcionando uma mistura estequiométrica mais eficaz em diversas faixas de rotação.

Para melhorar o rendimento do motor é necessário injetar a combinação de ar e combustível perfeita. Assim, ele também controla a marcha lenta, o tempo de ignição e o comando das válvulas. Os sensores mandam as informações sobre a quantia certa que o motor precisa para seu funcionamento. Os atuadores recebem as informações da unidade de comando e variam o volume de combustível que o motor recebe, corrigindo o ponto de ignição, a marcha lenta e outros pontos.

Benefícios da Injeção Eletrônica

• Diminuição da emissão de gases poluentes;

• Partidas mais rápidas, pois dispensa a utilização do afogador;

• Eficiência no consumo de combustível com melhor aproveitamento do motor;

• Maior economia de combustível;

• Melhor rendimento do motor que receberá o volume de combustível que necessita, evitando o entupimento das agulhas.

Controle de Injeção Eletrônica

Alguns módulos programáveis de sistema de injeção e ignição eletrônica podem substituir a injeção original e ainda permitem o acompanhamento em tempo real do motor dos veículos, podendo, até mesmo, aumentar a potência. Conheça alguns módulos de controle de injeção:

FT250

O módulo de injeção eletrônica FT250 pode ser aplicado em motores de ciclo Otto, 2 tempos, 4 tempos, motocicletas, dentre outros, oferecendo proteção ao motor, corte de arrancada e controle de rotação. A programação é feita no display ou através de software que oferece mapas 2D e 3D para acompanhar o desempenho.

Gostou do produto? Clique na imagem acima

FT300

Esse módulo permite o controle do sistema de injeção e ignição por distribuição ou roda fônica. Ele também permite a programação através do módulo ou por meio de software, permitindo a configuração de alertas para excesso de rotação, pressão de óleo, combustível, temperatura do ar e do motor.

Gostou do produto? Clique na imagem acima

FT350

Com display touchscreen e datalogger interno, o FT350 é compatível com motores de pistão e rotativos e permite o monitoramento do motor revelando informações como RPM, temperatura, pressão, ponto de ignição e tempo de injeção, por exemplo.

Gostou do produto? Clique na imagem acima

FT400

Totalmente programável, o módulo de injeção e ignição com controle através do sistema de borboleta eletrônica permite o acompanhamento em tempo real e possibilita que se acertem os defeitos pelo painel de diagnóstico. O datalogger interno possibilita o registro do funcionamento do motor.

Gostou do produto? Clique na imagem acima

FT500

A programação do módulo é feita pelo seu display ou através do software, recebendo informações com mapas em tabela 2D e 3D. Ele permite o controle de injeção e ignição por cilindro, controle de ignição em modo sequencial ou centelha perdida e controle de injeção em modo sequencial, semi sequencial e multiponto, sendo compatível com motores de pistão e rotativos.

Gostou do produto? Clique na imagem acima

Caso o sistema de injeção eletrônica tenha problemas, todo o funcionamento do veículo pode ser comprometido. Algumas consequências são as dificuldades na partida do motor, oscilações na marcha lenta, perda de potência e aumento de combustível, dentre outros. Por isso, é importante sempre ficar de olho no funcionamento do sistema e procurar um profissional especializado para resolver os problemas rapidamente.